TV CPA - O canal de TL Online da Comunidade
Próximas Transmissões

28/5 - Segunda-feira
08:30 às 09:30

COLUNAS

Contábil

ECF: entenda o que é e quais seu prazos e penalidades

Pessoal

Jurisprudência - Empregada que ia a pé ao trabalho receberá indenização substitutiva do vale-transporte

Fiscal

SEFAZ/SP - Indisponibilidade do serviço Posto Fiscal Eletrônico no dia 27 de maio

INFORME CPA

Receba as últimas notícias sobre as áreas Contábil, Fiscal e Pessoal.

Cadastre-se

COLUNA CONTÁBIL


24/06/2014 08:12:00
Imprimir Voltar

Planejamento Tributário é questão de sobrevivência empresarial

fiogf49gjkf0d
Há um grande volume de regras que devem ser observadas, uma vez que nem todos os portes e tipos de empresas podem escolher qualquer regime tributário.

Quando se fala em planejamento tributário, algumas vezes surge a pergunta de alguns leigos se esta fórmula de pagar menos impostos não é arriscada para a empresa. Mas, na verdade, o planejamento tributário tem igual ou maior importância que o plano de negócios, pois é uma ferramenta essencial que trará boas consequências financeiras para a organização. Segundo o advogado Mauro Scheer Luís, do Scheer Advogados & Associados, o planejamento tributário não pode ser interpretado como sonegação fiscal ou tentativa ilícita de pagar menos impostos que o devido. Pelo contrário, é um instrumento legal, admitido pela legislação.

“A adoção do planejamento tributário de forma legal leva a empresa contribuinte a economizar, o que poderá possibilitar menores preços em seus produtos, gerando maiores vendas e, por consequência, maiores lucros e, ainda, a geração de empregos”, explica Scheer. Para analisar qual a melhor forma de tributação de uma empresa, diversas variáveis devem ser consideradas. Algumas delas são: o porte da empresa, atividade, tipo e volume de despesas e receitas, localidade onde está sediada e presta serviços ou comercializa seus produtos, entre outras.

Há vários tipos de tributação, como por exemplo: lucro presumido, lucro real, lucro arbitrado, simples nacional, além de existirem alguns incentivos fiscais — para algumas regiões e atividades. Todavia, há um grande volume de regras que devem ser observadas no planejamento tributário, uma vez que nem todas as atividades, assim como nem todos os portes e tipos de empresas podem escolher qualquer regime tributário.

“Vejo que muitas empresas acabam sendo assessoradas apenas por um profissional de contabilidade por anos a fio, deixando de refazer, anualmente, seu planejamento tributário, o que muitas vezes significa pagar mais tributos. Por isso, é necessário ter também a assessoria de um advogado especializado, que juntamente com o contador da organização elaborará o planejamento tributário, que terá por finalidade diminuir a carga tributária da empresa dentro da legalidade das leis brasileiras”, diz o especialista.

Um dos fatores agravantes é a elaboração de um planejamento tributário de forma precipitada, sem envolver o planejamento de alguns anos, cujo resultado poderá ser o pagamento de mais tributos. Por outro lado, se o planejamento tributário acabar por suprimir tributos devidos, ou causar um arranjo societário que fraude a lei, pode ser configurada a prática de vários crimes, tais como: sonegação fiscal e previdenciária e formação de quadrilha, entre outros crimes que violam a lei vigente.

“Portanto, o planejamento tributário tornou-se uma questão de sobrevivência empresarial e é um meio viável e lícito para permitir a redução da carga tributária nas empresas, garantindo maior competitividade e grande economia financeira, capaz de dar fôlego e impulsionar as atividades”, finaliza o advogado.


Fonte: INCorporativa

Quer ver mais colunas? Se você for assinante, entre na Área de Assinante e tenha acesso a todas as informações.
Se você não for assinante, entre em contato pelo telefone (15) 3219 4822 ou pelo e-mail contato@netcpa.com.br e solicite os planos de assinaturas.
Voltar

Área do Assinante

Faça seu Login ou

Conheça nossos planos e assine

Usuário:

Senha:

Reforma Trabalhista - Análise das alterações, dos seus reflexos nas rotinas trabalhistas e de sua aplicação estratégica pelas empresas (Inclui Análise da perda da validade da MP 808/2017)

Carga Horária: 8 horas
Data: 15 de junho de 2018, 6ª feira, das 08h30 às 17h30.
Local: Centro de Treinamento CPA
Investimento
Assinantes: R$ 449.00
Não Assinante: R$ 599.00
Boleto Bancário ou Cartão de Crédito
.: Saiba mais sobre este e outros cursos aqui :.
.: Ficha de Inscrição :.
NetCPA Todos os direitos reservados.
Página Inicial | Empresa | Notícias | Cursos | Planos de Assinatura | Fale Conosco
Fone/Fax: 15 | 3219.4822
Rua Isaac Pacheco, 138
Além Ponte | Sorocaba/SP
CEP 18020-070
Mapa - Localização