Colunas

Ano mal começou e lá se vão R$ 100 bilhões do bolso dos brasileiros

14/01/2020 - 11:38



Não foram necessárias nem duas semanas completas em 2020 para que R$ 100 bilhões deixassem o bolso dos brasileiros em direção aos cofres dos governos. Esse é o valor que o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) irá mostrar às 12h50 deste domingo (12/1), montante que envolve impostos, taxas e contribuições pagos pela população desde o início do ano.

O valor arrecadado nos 12 primeiros dias do ano é semelhante ao registrado em 2018 e 2019 em 13 de janeiro, o que mostra que a economia ainda segue um ritmo lento de recuperação. Para Emílio Alfieri, economista da ACSP, o que explica a arrecadação elevada em uma economia morna é a eleva carga tributária que temos no país.

Reduzir essa carga de impostos, segundo o economista, não está na mira de governantes e congressistas nesse momento. “Mesmo arrecadando muito, os governos gastam muito. Esse valor de R$ 100 bilhões, por exemplo, é equivalente ao déficit público esperado para 2019”, lembra Alfieri.

O economista da ACSP diz que mesmo com os esforços do governo federal para fazer o ajuste fiscal, principalmente por meio de reformas, não haveria espaço para reduzir a carga tributária. “As propostas de reforma tributárias que tramitam no Congresso não reduzem a carga, buscam simplificar o sistema, o que já seria um avanço. Vale lembrar que hoje temos mais de 60 tributos vigorando”, diz Alfieri.

Sem perspectivas de uma redução nos impostos, é importante que os brasileiros tenham consciência daquilo que estão pagando aos governos para que possam cobrar um retorno - na forma de serviços púbicos – compatível ao da grandeza da arrecadação.

Nesse sentido, a ACSP lançou em 1º de janeiro a campanha “Novo Ano Novo”.

A ação quer conscientizar os brasileiros ao mostrar que é necessário trabalhar 153 dias no ano somente para pagar impostos. Por essa perspectiva, apenas a partir do dia 02 de junho o ano começa.

A iniciativa também engloba uma petição on-line disponível no hotsite https://novoanonovo.org/.

Com um milhão de assinaturas, a ACSP levará ao Congresso Nacional um Projeto de Lei de Iniciativa Popular para oficializar o dia 2 de junho como feriado nacional, assim como o 1º de janeiro.

Para a ACSP, transformar esse dia em feriado nacional é uma forma de ressaltar o valor pago em impostos até a data.

SOBRE O IMPOSTÔMETRO

O Impostômetro foi implantado em 2005 pela ACSP para conscientizar os brasileiros sobre a alta carga tributária e incentivá-los a cobrar os governos por serviços públicos de mais qualidade. Está localizado na sede da ACSP, na Rua Boa Vista, centro da capital paulista. Outros municípios e capitais se espelharam na iniciativa e instalaram seus painéis. No portal www.impostometro.com.br é possível visualizar valores arrecadados por período, estado, município e categoria.

Fonte: Diário do Comércio

Efetue sua busca em nossa base de Colunas

Digite abaixo o que você precisa consultar e clique em pesquisar para obter os resultados:

Próximas Transmissões no CANAL CPA

Confira a seguir os cursos que acontecerão na CPA e faça sua inscrição!


Curso:

CURSO ONLINE AO VIVO - Iniciação em Departamento Pessoal

Data: 20 a 24 de julho de 2020, das 14h às 17h.

Quem ministra: Fábio André Gomes e Érica Nakamura


Quero me inscrever


Curso:

CURSO ONLINE AO VIVO - ICMS/SP e ISS e IPI – NOÇÕES BÁSICAS

Data: 18 e 19 de agosto de 2020, das 19h às 22h.

Quem ministra: Fernanda Silva e Nivaldo Figueiredo Santana


Quero me inscrever


Curso:

CURSO ONLINE AO VIVO - ICMS/SP e IPI – PRINCIPAIS OPERAÇÕES FISCAIS

Data: 14, 15 e 16 de julho de 2020, das 19h às 22h.

Quem ministra: Fernanda Silva e Nivaldo Figueiredo Santana


Quero me inscrever


Curso:

CURSO ONLINE AO VIVO - SPED Contábil - ECD 2020

Data: 14 e 15 de julho de 2020, das 19h às 22h.

Quem ministra: Andréa Giungi


Quero me inscrever


Trabalhe Conosco


A CPA está sempre em busca de novos colaboradores para sua equipe.



Área do Assinante




Login

Senha

Ferramentas CPA

Informe CPA

(para não assinantes)