Colunas

Com alta do ICMS em São Paulo, fabricantes já trabalham com tabelas de preços diferentes para o estado

26/02/2021 - 05:07

Como previsto, o aumento da cobrança do ICMS para carros 0 km no estado de São Paulo já foi repassado para os consumidores. Agora, as tabelas com os preços sugeridos pelas fabricantes têm dois valores diferentes: um para as concessionárias paulistas e o restante para os demais estados do Brasil.

Imposto de caráter estadual e uma das principais fontes de arrecadação dos governos, o ICMS cobrado para veículos 0 km passou por duas alterações no final do ano passado. Inicialmente, o conjunto de medidas do pacote de ajuste fiscal do Estado de São Paulo havia determinado ao final de outubro que a cobrança do imposto de carros zero km passaria de 12% para 13,3% a partir do dia 15 de janeiro. No último dia de 2020, entretanto, um novo decreto afirmou que a alíquota passará para 14,5% a partir do dia 15 de abril.

Com isso, os carros mais vendidos já sofrem alterações em seu preço final para o consumidor paulista. Carro mais vendido de 2020 e na dianteira de novos emplacamentos em janeiro deste ano, o Chevrolet Onix é um dos modelos que passou a contar com duas tabelas: uma para São Paulo e outra para o restante do Brasil.

A versão de entrada do Onix, a LT, parte de R$ 62.990 na tabela divulgada para os estados do país, enquanto o preço para São Paulo é sugerido em R$ 64.070 — uma diferença de R$ 1.080. Os preços são os mesmos entre as praças, no entanto, na versão Turbo AT: R$ 65.390.

A FCA, por sua vez, determinou que a utilização de tabelas de preços distintas será adotada por todas as marcas do grupo. Vice-campeão de vendas em janeiro deste ano, a Fiat Strada já está com valores diferenciados para as concessionárias paulistas.

A mesma política está sendo adotada para os modelos da Jeep. No caso do Renegade, a versão de entrada, STD, é oferecida por R$ 83.990 no restante do Brasil e por R$ 85.429 em São Paulo — uma diferença superior a R$ 1,4 mil. No caso do Compass, a mudança de preços é ainda mais elevada. A versão topo de linha Trailhawk, que nas concessionárias dos demais estados é vendido por R$ 208.990, acaba saindo por R$ 212.616 em São Paulo, um impacto no bolso de mais de R$ 3,6 mil.

Terceiro carro mais vendido do Brasil em janeiro, o Hyundai HB20 também está com preços diferenciados entre o estado de São Paulo e as demais unidades da federação. A versão de entrada, Sense manual com motor 1.0, custa R$ 54.490 nas concessionárias fora de São Paulo e R$ 55.490 nas unidades paulistas. A topo de linha, Diamond Plus automática com motor 1.0, sai por R$ 80.990 nos demais estados brasileiros e R$ 82.490 em São Paulo.

Por enquanto, apenas a Volkswagen mantém a política unitária de valores. "A Volkswagen do Brasil adota a mesma tabela de preços sugeridos para todos os estados", afirmou a empresa em resposta ao questionamento de Autoesporte.

Por ser um imposto de competência estadual, o ICMS (que é a sigla para Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) conta com alíquotas diferentes em cada unidade da federação: nos estados do Norte e Nordeste, por exemplo, a taxação de carros 0 km é de 7%.

São Paulo compreende de 25 a 30% os novos emplacamentos anuais de todo o país e absorve até 50% do mercado de usados. Entidades do setor, como a Anfavea e a Fenabrave, criticaram as medidas do governo paulista e projetam impactos na atividade econômica.

Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave, afirma que o aumento de preços colocará ainda mais pressão nas concessionárias, que não recuperaram as perdas econômicas causadas pela crise sanitária que atinge o Brasil desde o ano passado.

"Nós já tivemos uma perdas irreparáveis causadas pela pandemia. E além do desemprego, eu vou ainda mais longe, essa falta de previsibilidade causado pela pandemia com o aumento absurdo do ICMS pode até levar à falência do setor no cenário mais pessimista caso isso prevaleça", afirmou Alarico no início de janeiro.

Fonte: Portal Auto Esporte

Efetue sua busca em nossa base de Colunas

Digite abaixo o que você precisa consultar e clique em pesquisar para obter os resultados:

Próximas Transmissões no CANAL CPA
  • Tema: LIVE Instagram - Principais dúvidas sobre Diferencial de alíquotas x Antecipação tributária – O que recolher na aquisição interestadual

    Data: 22/04/2021

    Hora: 8h30 às 9h30

  • Tema: Reapresentação - Acidente do trabalho - Regras gerais

    Data: 23/04/2021

    Hora: 8h30 às 9h30

  • Tema: Seminário Mensal do Departamento Fiscal

    Data: 21/05/2021

    Hora: 8h30 às 12h00

Confira a seguir os cursos que acontecerão na CPA e faça sua inscrição!


Curso:

CURSO ONLINE - AO VIVO - Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD - Reflexos nas áreas de Departamento Pessoal e Recursos Humanos

Data: 22 de abril de 2021, quinta-feira, das 13h às 17h30

Quem ministra: Fábio André Gomes


Quero me inscrever


Curso:

CURSO ONLINE AO VIVO - Analista Fiscal - ICMS, IPI, ISS, PIS e Cofins

Data: Aos sábados, dias 22 e 29 de maio, 12, 19 e 26 de junho, 03, 17 e 24 de julho de 2021, das 8h30 às 13h

Quem ministra: Andréa Giungi, Fernanda Silva e Nivaldo Figueiredo Santana


Quero me inscrever


Curso:

CURSO ONLINE AO VIVO - DCTFWeb - Análise das obrigações e cruzamento de informações do eSocial, EFD-Reinf e Dcompweb

Data: 30 de abril de 2021, sexta-feira das 10h às 13h e das 14h às 17h

Quem ministra: Rogério Andrade Henriques


Quero me inscrever


Trabalhe Conosco


A CPA está sempre em busca de novos colaboradores para sua equipe.



Área do Assinante




Login

Senha

Ferramentas CPA

Informe CPA

(para não assinantes)